Musculação Cor de Rosa.

Foto: garotabeleza.com.br

Foto: garotabeleza.com.br

Faz tempo que o treinamento com peso deixou de ser uma atividade física exclusivamente masculina. E é notável a enorme participação feminina na sala de musculação. Os grandes benefícios para a saúde e estética desta modalidade estão muito bem fundamentados para elas, que deixaram de ser o ‘sexo frágil’ e cada vez mais mostra sua força.

Curioso é que, mesmo assim, ainda há mulheres que têm receio de se engajar em um programa de treinamento com pesos. E o motivo é o medo de ficarem extremamente hipertrofiadas e, com isso, perderem a feminilidade.

No entanto, isso não faz sentido, pois os músculos de uma mulher não se hipertrofiam em excesso. O homem, por exemplo, tem normalmente 10 vezes mais concentração de testosterona (hormônio masculino responsável por aumento da massa muscular) que a mulher. Esse é um dos principais fatores que explicam a diferença dos ganhos de músculos entre os gêneros.

As mulheres que têm um desenvolvimento muscular maior que o normal apresentam provavelmente algum desses fatores:

– Níveis de repouso mais altos do que o normal para testosterona, hormônio do crescimento e outros hormônios;

– Maior resposta hormonal do que o normal com a execução do treinamento de força;

– Relação estrogênio-testosterona mais baixo que o normal;

– Disposição genética para desenvolver massa muscular; e,

– Capacidade de execução de exercícios de força mais intensa.

Com relação ao treinamento, esse não deve ser diferente do que elaborado para os homens, sendo que as adaptações femininas aos exercícios são da mesma magnitude que as masculinas, exceto que as cargas utilizadas serão menores.

Muitas mulheres também temem que possam perder a flexibilidade com treinos de força, adquirindo um aspecto estético de rigidez, se tornando ‘travadas’. Este é outro mito com relação aos treinos de musculação. Na verdade, as adaptações ocorrem de forma oposta. O treino resistido realizado em toda amplitude articular permitida é associada a ganhos nessa qualidade física em ambos os sexos.

A grande maioria das mulheres deseja melhoras substanciais em coxas e glúteos. E muitas vezes abdicam por completo dos treinos de membros superiores, como citado anteriormente, com medo de ficarem ‘enormes’.

Esse é um erro. O treinamento para braços, além de ter uma importância estética, é imprescindível para manutenção de uma boa postura, principalmente para compensar o peso dos seios.

Apenas trabalhar as pernas como parte do programa de treinamento pode ser contraprudecente, interferindo no anabolismo e retardando o desenvolvimento dessa região, mesmo com treinos intensos e específicos. É importante respeitar o descanso entre as sessões para promover a recuperação e supercompensação dos músculos para obter resultados realmente positivos.

SuperTreino, Revista. ed.58. Editora Multiesportes Ltda. São Paulo. Dezembro 2012.

N-Magalhães.

nivaldomagalhaes50@hotmail.com

http://facebook.com/nivaldomr

um comentário

  1. A alimentação ajuda a construir os músculos mais rapidamente, fornecendo ao corpo todos os nutrientes necessários. É importante conhecer alguns princípios básicos de uma dieta saudável, que permita desenvolver os músculos com saúde.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: